Destaque: Cervínia

Breves factos sobre Cervínia

Situada debaixo da imponente sombra do grandioso Matterhorn (ou Monte Cervino como é conhecido nesta parte do mundo), Cervínia ocupa uma paisagem que não é nada mais do que espetacular. Localizada nas alturas gloriosas da região do Vale de Aosta, em Itália, oferece uma extensa área destinada à prática de esqui que se estende por dois países, bem como boa comida, a conveniência de ski-in e ski-out e um manto de neve praticamente garantido. Se percorrer pistas longas e muito bem cuidadas no meio de paisagens de cortar a respiração é algo que gosta de fazer, então uma viagem de esqui a Cervínia deve estar no topo da sua lista.

Breves factos sobre Cervínia

Altura do resort: 2050 m
Pista mais baixa: 1524 m
Teleférico mais elevado: 3480 m
Total das pistas: 150 km
Teleférico: 19
Pistas: 71

  • Azul: 21 (30%)
  • Vermelha: 41 (58%)
  • Preta: 9 (12%)

Como chegar

Vários operadores privados de transportes fazem a ligação entre Cervínia e os aeroportos mais próximos:

  • Turim (120 km/1,6 h)
  • Milão Malpensa (182 km/2,4 h)
  • Milão Linate (204 km/2,5 h)
  • Genebra (208 km/3 h)
  • Bérgamo (229 km / 2,8 h).
    Em alternativa, apanhe o comboio para Chatillon Saint Vincent e, depois apanhe o autocarro para completar o percurso (29 km/44 min) até ao resort.

Aspetos que adoramos

  • Entre as condições mais fiáveis de neve na Europa
  • Paisagens de cortar a respiração
  • Quilómetros de pistas longas e muito bem cuidadas perfeitamente adequadas para iniciantes e níveis intermédios

Desvantagens

  • Talvez o interior da cidade não tenha muito carácter
  • Declives suaves significam que não há muito desafio para os especialistas
  • A ligação à Suíça está frequentemente encerrada devido ao mau tempo

A estância

Oficialmente intitulada Breuil-Cervinia, a estância é universalmente conhecida pelo seu nome mais curto: Cervínia. Uma cidade compacta com um centro reservado para peões, é basicamente a definição do termo "resort de esqui", com uma mistura de hotéis construídos para o propósito e blocos de apartamentos que abrangem várias décadas e estilos arquitetónicos. É eficiente, funcional e, a 2050 m, é também uma das estâncias de esqui mais altas do país.

Cervínia está ligada a Valtournenche, uma vila nos Alpes com uma beleza clássica que está situada mais abaixo do vale. Se a primeira representa a conveniência de uma construção para todos os propósitos, a segunda é constituída por chalés mais tradicionais de madeira e pedra, exibindo um charme agradavelmente rústico que faz lembrar uma caixa de chocolates. Aqueles que procuram uma experiência mais calma e relaxada vão desfrutar da sua atmosfera que proporciona um bom sono, enquanto que os que preferem festas estarão melhor servidos com o lado mais animado e fervilhante de Cervínia.

A área de esqui

Entre ambas, Cervínia e Valtournenche oferecem uns impressionantes 1956 metros de queda vertical e 150 km de pistas. A ligação com Zermatt dá lugar a mais 79 teleféricos e aumenta a área de esqui para uns impressionantes 360 km, fazendo desta uma das maiores na Europa. Tome nota: a ligação costuma estar encerrada devido ao mau tempo e ficar preso em Zermatt irá resultar numa longa e extremamente cara viagem de táxi da Suíça até à Itália.

Cervínia não é só um dos resorts mais elevados da Europa, é também um dos que tem a maior probabilidade de ter neve. Durante a temporada é praticamente garantido um manto completo de neve, que a correr como corre de novembro ao inicio de maio, é invulgarmente longo. A elevada altitude também significa temperaturas gélidas, o que se traduz em boas e consistentes condições de neve durante a estação de inverno.

Cervínia não tem zonas de esqui com descidas íngremes ou zonas radicais fora da pista, pelo que, para isso terá que ir para as imediações de Zermatt, se o tempo permitir. No entanto, aquilo que tem, sem duvida que tem com muita qualidade: pistas longas, onduladas e muito bem tratadas que são um excelente exercício para as penas. Os declives suaves fazem deste local um absoluto paraíso para praticantes de nível intermédio ou para qualquer um que goste de fazer esqui em velocidade de cruzeiro. Permite que os iniciantes encontrem o equilíbrio sem se sentirem constantemente intimidados pelos esquiadores das pistas pretas que destroem a confiança de qualquer um ou pelas ameaçadoras pistas vermelhas, o que é uma enorme vantagem.

Para aqueles que querem aprimorar o seu estilo livre, o Indian Park de Cervínia é o local ideal: é um dos melhores e mais extensos em toda a Itália. Repleto de um impressionante conjunto de obstáculos para acrobacias que vão desde o nível básico ao intimidante, é um excelente lugar para trabalhar no seu reportório e passar um bom tempo no ar. Também existe um bom parque mais nivelado em Valtournenche, que é muito menos desafiante e que é mais direcionado para iniciantes.

Club Med Ski - Pioneiros em férias de esqui com tudo incluído